25 de agosto de 2006

Miami Vice


O roteiro é uma confusão só. Caso alguém tenha entendido todos os meandros da trama pode me mandar um e-mail. Entendi até um certo momento, mas foi tanto caco e situações ilógicas que acabei deixando no piloto automático. No pacote, ainda um romance forçado e piegas. Ah, mas quer saber a verdade – Miami Vice tem ESTILO demais. O segredo foi que apesar dos problemas caiu em mãos habilidosas; Michael Mann é o homem por trás do tiro certo que é Miami Vice. Policial violentíssimo feito em câmera digital e protagonizado por duas estrelas cheias de vaidades.

Verdade que o filme é feito para garotões ou nem tão garotões assim que ainda têm aquela reserva de testosterona. Mulher bonita, armas, aparatos tecnológicos, carrões e muita violência. Vou confessar que não achei nada ruim...Parênteses para o primor que são os tiroteios, a acústica é perfeita, a câmera granulada e respingada de vermelho. Essas seqüências vão virar referências, pode acreditar!

Vou parar por aqui, mas tenho a dizer que vale a pena uma ida ao shopping para ver as aventuras de Sonny Crockett e Ricardo Tubbs com traficantes latinos sinistros. Engraçado que nos filmes americanos tudo de ruim vem de fora dos EUA, mas essa discussão é chata demais e não é o objetivo aqui. Só atire a primeira pedra quem não sair do cinema tentando imitar o estilo de Farrell.

Ponto Alto: Closes, digamos, epiteliais e estilosos. Tony Scott ficou com inveja!

Ponto Baixo: A cena em que Sonny e sua namorada trocam um constrangedor Chica e Chico.

10 Comments:

Blogger Adriana Carvalho said...

Concordo com vc. Também gostei do filme. Muito bem produzido. Gostaria de ver comentários seus sobre um filme que vi tempos atrás, Brilho Eterno de Uma Mente sem Lembrança. Eu, particularmente, adorei.

9:16 PM  
Blogger Juarez Junior said...

Oi Adriana. Gostei do teu blog sobre televisão. Adorei seu estilo despojado... Pois é, assisti ao Brilho Eterno... e tb gostei bastante, mas vou rever e postar algo aqui. Lembro que o roteiro ganhou Oscar e tudo. Muito original a idéia de apagar as lembranças de uma pessoa que marcou a sua vida. Abração e comente aqui sempre que quiser!

9:26 PM  
Anonymous Igor said...

Parabéns pelo blog e pela ótima seleção de filmes.
Muitos clássicos devidamente resenhados.

grande abraço!

1:47 PM  
Blogger Juarez Junior said...

Fala Igor. Valeu garoto!

10:34 PM  
Anonymous Anônimo said...

Grande Juarez...
realmente as cenas são muito violentas. A sequencia de "fuzilamento" dos agentes disfarçados do FBI ficou impressionante, uma .50 sniper esquartejando, literalmente, os pobres agentes que foram delatados pelo informante, chega a nos fazer prender a respiração. É isso aí! O filme tem estilo!

3:07 PM  
Blogger Juarez Junior said...

Valeu anônimo! Seus comentários serão sempre bem-vindos!

3:09 PM  
Anonymous ISMAEL said...

Oi junior...
Também gostei do filme, só que é bom ressaltar que ele é produzido apenas para os amantes da ação, é melhor não se ater aos detalhes.
Atinge o seu ponto alto na sequencia de cenas(igual você comentou) em que dá vontade de sair da sala de cinema em uma ferrari matando todos os bandidos... rsrsrsrsr

Abraços

4:22 PM  
Anonymous ISMAEL said...

E ai meu irmão....
Seguindo um pouco o gênero de miami vice, o que você achou de Os Infiltrados????
Estou refletindo ainda, pois conceituar um filme logo que você sai da sala de cinema, há grandes chances de pecar por excesso, mas fora isso o que por inquanto eu posso afirma que é muito sangue grudando na parede.
Um abraço!!!

12:51 AM  
Blogger Juarez Junior said...

Grande Ismael. Gostei do filme sim, mesmo assim prefiro o original - o Infernal Affairs (tem uma crítica no blog).
Infiltrados é bem violento mesmo, né?! Trilha sonora cheia de boa música e muitas cenas legais. Matt Damon que quase estraga tudo... Muito canastra! rs
Abração!!!

3:35 PM  
Anonymous ISMAEL said...

E ai Junior?
Esse fim de semana assisti a VIDAS EM JOGO, você já assistiu?
É um suspense muito bacana, vale a pena.
Um abraço....

9:26 AM  

Postar um comentário

<< Home